Voltar

156 estandes e 445 marcas estão em Campina Grande

O evento tem marcas nacionais, expositores do Nordeste e cerca de 600 lojistas de todo o Brasil

30/03/2015
Marcas | Foto: divulgação
Marcas | Foto: divulgação

As 445 marcas que estão no 6º Gira Calçados e suas coleções foram arrumadas para vender em Campina Grande neste fim de semana e até a terça-feira (21). São mais de 6 mil produtos expostos. Além dos calçados, tem acessórios e uma mostra de componentes.

Com o crescimento, o Gira se consolida como o maior evento do setor calçadista do Nordeste. O número de expositores este ano é dobrado e eles mostrarão as marcas apresentadas para uma média de 600 lojistas convidados de todo o Brasil.

Com essas mudanças, o evento ganha uma nova e maior expectativa de público, que deve chegar a cerca de mil pessoas durante os três dias de Gira Calçados. A área onde o evento será realizado este ano, o hotel Garden, estará com os três pisos ocupados pelas atividades para calçadistas e lojistas.

 

—————————–

Divulgação

Feira | Foto: divulgação

Brazilian Footwear e 30 marcas na Colômbia – 2017

Por Abicalçados

O programa Brazilian Footwear levará 30 marcas nacionais de calçados para participar de uma das mais importantes feiras do setor na América Latina, a International Footwear and Leather Show (IFLS). A mostra, que acontece em Bogotá, na Colômbia, entre os dias 8 e 10 de fevereiro, apresentará as coleções de outono-inverno de cerca de 600 expositores dos principais players calçadistas do mundo.

O programa é mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Segundo a analista de Promoção Comercial da Abicalçados, Maria Patrícia de Freitas, os negócios devem superar o US$ 1,2 milhão da edição anterior. “Existe uma configuração muito clara dessas feiras comerciais, que cada vez mais colhem seus resultados no pós-feira, com os negócios alinhavados”, ressalta a analista, acrescentando que, no ano passado, as vendas alinhavadas durante a IFLS superaram os US$ 18 milhões.

Além da plataforma comercial, o Brazilian Footwear promove mais uma edição do Seminário Preparatório, nesta oportunidade com compradores colombianos. “Será um formato de bate-papo entre os varejistas locais e os expositores da feira, que, desta forma, poderão saber mais sobre características importantes daquele mercado”, explica Maria Patrícia. O Seminário ocorrerá um dia antes da feira, 7 de fevereiro, no Hotel Victoria Regia, em Bogotá. No mesmo dia acontece o evento de relacionamento com a imprensa local Photocall, onde serão clicados os modelos verde-amarelos que serão apresentados na IFLS.

——————————

Senai Couro | Val da Costa

Senai Couro | Foto: Val da Costa

Diferenciais do couro e do calçados – 2016

Por Assessoria de Imprensa CICB

Muitos cursos são oferecidos pela internet para o aperfeiçoamento das vendas através da rede mundial de computadores. No mercado dos calçados não é diferente. Na sessão de Cursos do site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), por exemplo, encontramos este curso sobre E-commerce.

O candidato tem várias opções, gratuitas ou pagas, on line, à distância ou presencial. Neste curso de E-commerce, num curto período, o aluno adquire conhecimentos fundamentais e melhores práticas para o planejamento e gestão de um canal de E-commerce.

O programa possui um enfoque prático e inovador, relacionando diferentes áreas de conhecimento que são fatores-chave para o sucesso de uma operação de vendas online.

—————————————

Foto: Valdívia Costa

Fábrica calçados PB | Foto: Val da Costa

Calçados em 2015

Como o segundo setor econômico que mais fatura e emprega na Paraíba, a área dos calçados e acessórios continuará forte e produtivo, devido aos incentivos federais, estaduais e municipais.

O que foi conseguido no cenário brasileiro dos calçados nos últimos anos, ocorreu devido a uma atualização na área do design, a uma modernização de equipamentos, na formulação de novas técnicas comerciais e numa diversificação dos meios de distribuição, conforme o diretor do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI), Marcelo Villin Prado.

O Sebrae investirá, até 2017, mais de R$ 28 milhões nos 14 projetos destinados ao segmento de couro e calçados, em cinco estados brasileiros. Entre eles, está o projeto Arranjo Produtivo Local (APL) de Calçados da Paraíba. Segundo a gestora do projeto, recursos de quase R$ 2 milhões serão investidos neste período para implementação e melhoramentos dos negócios na Paraíba.

Um destaque internacional do estado é a Rede de Serviços Tecnológicos (RST), com 25 empresas do setor. A Rede é uma inovação do Sebrae Nacional, que realiza o trabalho em parceria com o Banco Internacional de Desenvolvimento (BID) e pelo Centro Tecnológico da Região de Marche (Cosmob), na Itália. Segundo o Sebrae, Campina Grande, a cidade onde a RST fica, absorverá não só conhecimentos, mas difundirá técnicas e conceitos a partir do parque educacional do setor, com os cursos de Design e Moda nas universidades.